Confusão na sede do PMDB goiano acaba em tiro

Confusão na sede do PMDB goiano acaba em tiro

montagem-paulo-cezar-pablo-rezende

Deputado estadual Paulo Cezar Martins e presidente da Juventude do PMDB, Pablo Rezende | Fotos: reprodução / Facebook / Alego

Uma confusão dentro da sede do PMDB de Goiás acabou em tiro na noite desta quarta-feira (27/1). O presidente nacional da Juventude do PMDB, Pablo Rezende, informou que o segurança do deputado estadual Paulo Cezar Martins teria disparado contra ele. Em entrevista ao Jornal Opção, Pablo afirma que o tiro foi em sua direção e de outro integrante da juventude, Victor Hipólito.

No caminho para a delegacia, Pablo Rezende relatou que a confusão começou quando o deputado tentou impedir integrantes da chapa de Nailton Oliveira de ter acesso a documentos que comprovariam uma suposta fraude na assinatura de delegados do partido.

“Nós tínhamos autorização do presidente da Comissão Provisória, Pedro Chaves, para fazer cópias da documentação. Há uma suspeita de fraude, nós entramos com um pedido na justiça para impugnar a outra chapa”, afirmou.

O deputado estadual teria chegado na sala e iniciado uma discussão. Pablo insistiu que iria levar os documentos e foi, então, que Paulo Cezar Martins teria perdido a calma, e “quebrado a sala inteira”, relata. “Victor começou a filmar tudo, Paulo Cezar mandou parar e saiu correndo atrás dele. Pegou e quebrou o celular. Eu parti para cima dele e, na confusão, o segurança atirou”, completa.

Imagem enviada ao Jornal Opção mostra marca de tiro no teto. Veja abaixo:

TIRO

A confusão teria sido presenciada por outras quatro pessoas, incluindo a secretária do partido, Dona Helen. Presidente do diretório Metropolitano, Bruno Peixoto, teria estado no local.

Outro lado

Em entrevista ao Jornal Opção, o deputado estadual Paulo Cezar Martins nega veementemente que o tiro tenha sido disparado na direção do presidente da Juventude, Pablo Rezende, e que apenas se defendeu de agressões.

“Cheguei à sala onde estavam Pablo e Marcelo mexendo em documentos da eleição. Pedi aos dois que parassem, pois eles não tinham autorização, a pessoa responsável já não estava no local. Eles me ignoraram e continuaram. Insisti mais de seis vezes”, conta.

Foi então que o deputado desligou o computador de Pablo Rezende, que teria reagido. Segundo ele, Marcelo, que acompanhava Pablo, avançou em sua direção com uma cadeira. “Foi aí que eu vi documentos dentro da calça dele. Estavam levando documentos!”, alega.

Em meio à briga, o segurança de Paulo Cezar Martins, que estava fora da sala, ouviu a gritaria e atirou para cima com o único intuito de separar a confusão. “Vieram cinco para cima de mim, eu estava apanhando”.

O deputado reconheceu que tomou e quebrou o celular de um dos que acompanhavam o presidente da Juventude. “Eles estavam com documentos dentro da calça, não iriam fazer xerox, foram lá para roubar documentos”, garante.

Também na delegacia para fazer Boletim de Ocorrência sobre o caso, Paulo Cezar Martins diz que a ação foi comandada pela ex-deputada federal Dona Íris: “Ela está com medo de perder o poder. Mandou os jagunços dela lá para tentar inviabilizar as eleições”.

“Dona Íris está tentando manter o domínio do partido. Quer manter o ‘panelão’ do PMDB e nós estamos reagindo democraticamente. Ela quer ser candidata a senadora e está com medo de perder de novo”, desabafou.

Confusão na sede do PMDB goiano acaba em tiro

About Germano Guedes

Olá Pessoal, Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”. Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas. Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade. Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural. Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire. Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações. No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade. Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.
%d blogueiros gostam disto: