Cidade Estrutural/ DF ; Promotoria recorre da absolvição do acusado que participou de latrocínio em Águas Claras

A 9ª Promotoria de Justiça Criminal de Taguatinga apresentou nesta quinta-feira, dia 7, apelação contra a absolvição de Paulo Henrique Rocha Ribeiro. Ele é acusado de participar, em janeiro de 2014, do assassinato do jovem Leonardo Monteiro, de 29 anos, que foi baleado no pescoço após reagir a um assalto na porta do prédio onde morava em Águas Claras (DF).
3zel4t36nb_itk0gz2bl_file
Na peça, o promotor de Justiça Dermeval Farias relata o inconformismo do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) diante da decisão judicial que absolveu o réu sob a alegação de que ele apenas levou os comparsas ao local onde ocorreu o crime. “A sentença falhou, novamente, na fundamentação, uma vez que em seu interrogatório, o apelado disse que não sabia o motivo pelo qual estaria transportando os comparsas. Todavia, o juiz considerou a versão do acusado à polícia e, ainda, acreditou na versão de que os comparsas do apelado estariam procurando emprego à noite, quando o currículo que um deles transportava na mão era justamente uma arma de fogo”, observa.
Segundo o promotor de Justiça, há prova, reconhecida pelo próprio juiz, de que o apelado transportou os comparsas ao local do fato, os quais, antes de atirarem na vítima, entraram e saíram do carro de Paulo Henrique Ribeiro. Inclusive, um dos adolescentes, na primeira versão, afirmou que o apelado planejou o crime junto com eles. Existe filmagem que mostra os adolescentes entrando e saindo do carro do apelado. “Interessante que, após ouvir o disparo, ele foge do local, anda na contramão, e leva os ‘futuros trabalhadores’ que mataram um ser humano indefeso”, menciona o promotor.
Para o Ministério Público, houve divisão de tarefas na prática do delito. “A jurisprudência brasileira é pacífica no entendimento de que o acusado que leva comparsas armados ao local da subtração, ciente da empreitada criminosa, no caso de morte da vítima, com emprego de violência, também deve responder pelo crime de latrocínio”, complementa Dermeval Farias.
Clique, aqui, para ler a íntegra da apelação.
Processo: nº 2014.07.1.009402-6

Divisão de Jornalismo / Secretaria de Comunicação

(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-9198 / 9303-6173
jornalismo@mpdft.mp.br
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
Veja a versão do Advogado Carlo Araújo.
A verdade sobre o crime de Águas Claras envolvendo morador da Estrutural
A verdade sobre o crime de Águas Claras envolvendo morador da Estrutural

FOTO DR CARLOS

O crime de grande repercussão que ocorreu na cidade de Águas Clara – DF, em janeiro de 2014 onde o empresário Leonardo Almeida foi morto durante um assalto cometido por dois menores que foram transportados ao local pelo maior Paulo Henrique, sem que este soubesse que eles iriam cometer crime, pois haviam lhe pedido uma carona para ir falar com um amigo em Águas Claras sobre uma suposta proposta de emprego.
Contudo, após serem deixados no local pelo maior Paulo Henrique, resolveram cometer o crime.
A instrução do processo provou de forma incontroversa que o maior Paulo Henrique não teve qualquer participação no crime, muito menos sabia das intenções dos menores, tanto que no momento do crime já havia deixado o local com seu veículo, indo para sua casa, pois trabalharia cedo no dia seguinte.
O depoimento dos menores que confessaram o crime não deixa dúvidas sobre a inocência do maior, e, conforme relatado na sentença, não há nos autos nenhuma prova de que o maior tenha participado do crime.
Há também nos autos informação de que a família do maior Paulo Henrique foi vítima de violência policial na época dos fatos, tendo sua casa e de outros familiares invadida pela polícia sem qualquer ordem judicial.
De acordo com a família e com o dr. Carlos, advogado que apresentou o maior diretamente em juízo, foi a truculência e a violência policial dos policiais da 30ª DP – São Sebastião, que levaram a família a pedir que Paulo Henrique fugisse naquele momento, pois temiam pela sua vida.
A estratégia adotada pelo dr. Carlos para garantir a vida do acusado foi apresentá-lo diretamente ao juiz da 2ª Vara Criminal de Taguatinga.
Segundo o dr. Carlos, que lamenta pela perda da vida da vítima, o que se buscou no processo foi a verdade real dos fatos, que segundo ele prevaleceu. Acrescentando que não se pode buscar vingança a qualquer custo, mas sim a justiça, e no presente caso a absolvição de um inocente representa uma vitória da justiça,que dessa vez não condenou um jovem pobre de uma comunidade carente apenas para alimentar uma falsa ideia de justiça.
O dr. Carlos questiona o fato de que mesmo após a sentença a mídia insiste em tratar Paulo Henrique, um jovem trabalhador, que jamais se envolveu com crime mesmo quando menor como criminoso. Se negando a aceitar o fato de que no presente caso a justiça já foi feita, e, quem tinha que pagar já está pagando.
Redação A política e o poder

About Germano Guedes

Olá Pessoal, Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”. Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas. Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade. Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural. Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire. Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações. No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade. Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.
%d blogueiros gostam disto: