Candidatos ao governo do DF fazem aproximação com eleitores


Candidatos ao governo do DF fazem aproximação com eleitores

No Guará, Rollemberg antecipa propostas e diz fazer parte de “coligação de fichas limpas”

Buscando melhorar nas pesquisas e quebrar a barreira da polarização criada pelos seus adversários ao Palácio do Buriti, o candidato Rodrigo Rollemberg (PSB) foi à Feira do Guará, ontem, para conversar com eleitores sobre seu programa de governo. O senador aproveitou para anunciar que não há nomes de sua coligação citados entre os pedidos de impugnação que serão julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF).

O candidato visitou bancas e discutiu propostas com clientes que transitavam pelo local: “A feira é o ponto de encontro do brasiliense. É o momento de conversar, não apenas com os comerciantes, mas também com a população”.

Rollemberg evitou comentar os pedidos de impugnação das candidaturas de Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR). “O que posso dizer é que na nossa coligação não teve ninguém impugnado, o que mostra de forma exemplar que nós somos uma coligação de fichas limpas”, esquivou-se.

Programa de governo

O senador antecipou alguns pontos do plano de governo que sua coligação apresentará oficialmente amanhã. “Vamos apresentar um plano de governo coerente, sem promessas e com propostas concretas. Na educação, a nossa prioridade será construir creches. São 110 mil crianças em Brasília fora delas. Este é um governo que se conclui com esse dado fracassado, o que demonstra um apagão de gestão. Na mobilidade urbana, vamos propor a implementação do bilhete único”, disse.

Ele aproveitou para criticar a atual gestão: “Na saúde, é uma vergonha que um governador médico permita que um quarto da população deixe de ser atendida pelo (programa) Saúde da Família. Queremos contratar agentes de saúde para ampliar o Saúde em Casa para orientar as pessoas. Vamos reformar hospitais, como o do Guará e Gama, e construir outros, em São Sebastião e Recanto das Emas. Também é importante ter em Brasília um hospital do câncer”, disse.

Na segurança pública, Rollemberg prometeu que vai voltar com a dupla Cosme e Damião, que pretende ampliar o policiamento ostensivo com o uso de motocicletas pelos policiais e que vai despolitizar as polícias.

Saiba Mais

Terceiro colocado nas eleições de 2010, Toninho do PSOL visitou a Feira do Cruzeiro, onde panfletou e conversou com os comerciantes durante toda a manhã de ontem.

O candidato ao governo participou ainda do lançamento da candidatura dos militante do PSTU, na noite de ontem.

Candidato do PR, o ex-governador José Roberto Arruda suspendeu a agenda neste fim de semana. Está em casa, curtindo a chegada de sua filha Maria Clara, que nasceu na noite de sexta-feira.

Caminhada petista

O governador Agnelo Queiroz (PT) fez campanha em Samambaia, ontem. O grupo que apoia a reeleição do governador se concentrou na feira permanente e andou pelas avenidas da região administrativa.

Agnelo conversou com a população e visitou comerciantes, durante toda a manhã, acompanhado da primeira-dama Ilza Queiroz e de candidatos a deputado federal e distrital da coligação.

À noite, o governador participou da inauguração do comitê dos Majoritários, da coligação Respeito por Brasília, na quadra 1.101 do Cruzeiro.

O local servirá de ponto de apoio para os militantes de Agnelo e do seu vice Tadeu Filippelli e, ainda, do candidato a senador pela coligação, Geraldo Magela (PT), que o acompanhou na cerimônia.

Comitês na região norte

O candidato ao governo Luiz Pitiman (PSDB) inaugurou, ontem, dois comitês de campanha: um em Planaltina e outro em Sobradinho. O tucano garantiu à população da região que, se eleito, vai investir na região norte,’ considerada por ele abandonada pelo governo.

“Esse é um ponto de partida. Os comitês servem de base para ouvir o povo e montar com ele um plano de governo trabalhando juntos”, declarou Pitiman durante a cerimônia de inauguração do comitê campanha do ex-deputado Raimundo Ribeiro (PSDB).

Reivindicações

Os moradores de Planaltina reivindicaram soluções para problemas com a segurança pública, a precariedade do transporte e a falta de emprego na região, o que, segundo a população, os obriga a procurar trabalho em outras regiões.

Em Sobradinho, Pitiman prometeu regularizar as áreas ainda na ilegalidade.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: