Campanha: Duelo entre candidatos, Agnelo e Arruda trocam farpas


Campanha: Duelo entre candidatos, Agnelo e Arruda trocam farpas
Agnelo e Arruda trocam farpas, numa demonstração de que os ataques na campanha serão polarizados. Governador disse que ficha suja não deveria disputar eleição. O candidato do PR responde que o petista quer ganhar a disputa “no tapetão”

“Ele está acostumado a ganhar no tapetão, de W.O., mas eu desafio o governador para um debate, para comparar o meu governo com o dele” – José Roberto Arruda, ex-governador e candidato pelo PR.

“Um cidadão que envergonha uma cidade, humilha uma cidade perante o Brasil e o mundo, tem a cara de pau de se apresentar de novo para governar uma cidade depois da destruição que ele fez” – Agnelo Queiroz, governador e candidato pelo PT.

Dez dias após o início da campanha eleitoral, começou a polarização entre os candidatos Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda(PR). Os dois fizeram ontem discursos trocando acusações e duríssimas críticas. Depois de a Procuradoria Regional Eleitoral ter impugnado o registro do concorrente do PR com base na Lei da Ficha Limpa, a coligação de Arruda entrou com uma ação de investigação judicial eleitoral contra a chapa encabeçada pelo petista. O argumento do ex-governador é de que o atual chefe do Palácio do Buriti teria usado a máquina pública para fins eleitorais…

Na manhã de ontem, depois de participar de um evento com representantes do movimento hip-hop, Agnelo Queiroz avaliação jurídica do adversário. “A Justiça vai fazer a sua análise, mas, na minha visão, ficha suja não pode participar de eleição”, afirmou. Ele, no entanto, disse que quer enfrentar o adversário nas urnas. “Mas gostaria que o nosso povo pudesse demonstrar isso. Um cidadão que envergonha uma cidade, humilha uma cidade perante o Brasil e o mundo, tem a cara de pau de se apresentar de novo para governar uma cidade depois da destruição que ele fez”, disse o governador.

Depois do discurso de Agnelo, o ex-governador Arruda rebateu a fala do petista. “Pela primeira vez, eu concordo com o governador Agnelo, quando ele diz que o povo tem que decidir. E tem mesmo. Ele está acostumado a ganhar no tapetão, de W.O., mas eu desafio o governador para um debate, para comparar o meu governo com o dele”, comentou José Roberto Arruda. “Mas ele é um governador frouxo e preguiçoso, com a maior rejeição, que envergonha Brasília”, disparou, numa estratégia para duelar a disputa eleitoral com o atual governador do DF.

Ação judicial
Em uma ação protocolada ontem no Tribunal Regional Eleitoral, a coligação de Arruda alega que Agnelo e o vice-governador Tadeu Filippelli teriam usado “uma sequência de ações e práticas deliberadamente voltadas a conferir musculatura à candidatura do então pré-candidato ao GDF, bem como colocá-lo em vantagem frente aos eventuais postulantes ao cargo em disputa”. De acordo com a ação, assinada pelo advogado de Arruda, Francisco Emerenciano, o governo usa a propaganda institucional ou de programas assistenciais em benefício da campanha.

O advogado de Agnelo Queiroz, Luís Carlos Alcoforado, garantiu que o governador apresentará as suas razões assim que for notificado. Para ele, a ação é uma tentativa de tumultuar o processo eleitoral depois que Arruda foi impugnado pelo Ministério Público sob o fundamento de ter sido condenado em segunda instância. “Essa é uma tentativa de criar um sentimento de precariedade, de dúvida, é uma tática que conspira contra a verdade dos fatos. Essas teorias conspiratórias têm como finalidade tentar nivelar as pessoas como se elas tivessem o passado igual. Mas o resultado será manifestamente inócuo”, afirmou Alcoforado.

Fonte: Por HELENA MADER, KELLY ALMEIDA e CAMILA COSTA, Correio Braziliense – 18/07/2014

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: