Câmara aceita pedido de golpe contra Dilma

A Câmara dos Deputados aceitou, por 367 votos a favor e 137 contra, o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff em votação no plenário neste domingo (17) em Brasília. O voto que definiu a disputa no plenário foi de Bruno Araújo, do PSDB de Pernambuco.

f_341323

A matéria segue agora para a apreciação do Senado Federal. A Câmara já poderá encaminhar o processo logo nesta segunda-feira (18).

Para que o processo prossiga, 41 dos 81 senadores precisam aceitar o pedido de impedimento. Caso este seja o desejo da Casa, a presidente Dilma Rousseff será afastada por 180 dias e o vice, Michel Temer, assumirá o cargo.

No Senado, todo o trâmite da Câmara – formação de uma comissão especial e votação do relatório – precisará ser repetido.

Na votação em plenário – a ser conduzida por Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal – dois terços dos senadores (65 de 81) precisam dar voto favorável ao impeachment para que Dilma Rousseff perca o cargo de presidente, assumindo, de vez, Michel Temer.

Caso os senadores rejeitem o pedido, Dilma volta ao seu posto.

Band

About Willams Rocha

%d blogueiros gostam disto: