Cai regra que impedia taxista de falar de futebol

Depois de muita polêmica, a Secretaria Municipal de Transportes resolveu revogar a regra que recomendava aos taxistas que não falassem sobre temas “polêmicos” com passageiros, como futebol, política e religião. A recomendação compunha a portaria com as normas de conduta voltadas aos taxistas, que são válidas desde a última segunda-feira.

Taxistas fazem greve no Rio e SP

As outras medidas da portaria continuam sendo válidas, e pedem que os motoristas usem trajes específicos (social nos táxis comuns e smoking em táxis de luxo) e mantenham um padrão de higiene, com cabelo e barba e unhas sempre limpos e arrumados.

Devido a essa nova regra, os taxistas ainda deverão oferecer meios eletrônicos de pagamento aos passageiros (cartões de crédito e débito). Os motoristas têm até o dia 4 de março para aderir ao novo meio de cobrança. Mas já têm de oferecer carregador de celular aos clientes.

Já disponibilizar itens como água potável, papel toalha e suporte para bicicletas, que constou da portaria, ficou sendo opcional.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, comentou sobre as mudanças. “Uma comissão da Secretária de Transporte elaborou esse manual de conduta, mas o secretário, Jilmar Tatto, achou que havia alguns detalhamentos dispensáveis”, reconheceu.

Segundo ele, Tatto solicitou a “moderação” de alguns termos que aparecem na portaria da secretaria. “Tudo que é novo exige aprimoramento. A ideia é que o serviço seja aperfeiçoado sem entrar em requintes que podem gerar interpretações indesejáveis”.

Haddad também fez questão de ressaltar que a portaria surgiu de uma demanda da própria categoria. “Foi um pedido do Sindicato dos Taxistas, e não da Prefeitura”.

BAND

About Willams Rocha

%d blogueiros gostam disto: