Brasiliense é eliminado pelo valente Brasília na Copa Verde


Lucas Magalhães

“Olha os caras invadindo lá. Olha os caras invadindo lá”. A declaração em tom de alerta foi dada pelo iluminado atacante Marlon, do Brasília, ao ver “torcedores” do Brasiliense invadirem o gramado do Serejão após a derrota da equipe para o Colorado, por 3 x 0, resultado que eliminou o Jacaré da Copa Verde.

Após o apito final, a torcida organizada do Brasiliense derrubou um dos alambrados do estádio e invadiu o gramado, obrigando a polícia a usar bombas de gás lacrimogêneo para afastar os mais exaltados.

A confusão que se instaurou após o fim da partida obrigou os jogadores do Brasiliense a entrarem rapidamente nos vestiários do estádio. Apenas o goleiro Guto ficou no gramado tentando acalmar os “torcedores”. Assustados, os jogadores do Brasília também se retiraram de campo.

Caiu do cavalo

O Jacaré entrou em campo com status de favorito no jogo de volta da semifinal da competição após vencer a partida de ida por 2 x 0, no Bezerrão.

O Colorado, no entanto, não se importou com a desvantagem no placar e desde o início da partida buscou o resultado que tiraria a classificação do Jacaré.

O Brasília começou a trajetória da vitória ainda no primeiro tempo, quando Gilmar Fubá recebeu cruzamento e fuzilou o goleiro Welder, aos 20 minutos de jogo.

Pressionando e buscando mais gols, os visitantes viram seu salvador entrar em campo aos 20 minutos do segundo tempo. Marlon mudou a história do jogo com gols aos 31 e aos 40 do segundo tempo, sacramentando a classificação.

Herói da partida, o atacante aproveitou o bom desempenho para desabafar. “Esses guerreiros que conseguiram ganhar o jogo mereciam, pelo menos, receber o salário em dia”, detonou.
BRASILIENSE
Welder; Dedê, Rafael Tavares, Cauê e Cesinha; Everton e Felipe; Luquinhas (Romarinho), Zé Roberto (Thomaz) e Peninha; Laécio (Luiz Carlos).
Técnico: João Carlos Cavalo.

BRASÍLIA
Artur; Tamaré, André Nunes, Márcio Santos e Kaká; Daniel (Natan) e Clécio; Matheuzinho, Gilmar (Brayan)
e Alekito; Igor (Marlon).
Técnico: Luiz Carlos Carioca.

Gols: Gilmar, aos 21 minutos do 1º tempo; Marlon, aos 31 e aos 40 minutos do 2º tempo. Estádio: Elmo Serejo Farias, em Taguatinga (DF). Árbitro: Wales Martins. Público: 589 pagantes. Renda: R$ 1.004.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: