Brasília vence e deixa jogadores e torcida do Brasiliense revoltados


O pênalti assinalado por Rodrigo Raposo, para o Brasília, nos acréscimos, gerou a revolta no Serejão

Kiara Mila Oliveira

“Quero o meu Brasiliense de volta”. A mensagem de apelo em uma das faixas espalhadas pelo estádio do Serejão, neste domingo (04), refletiu a emocionante e tumultada partida do Jacaré diante do Brasília pela semifinal do Campeonato Candango. Dentro de campo, quem levou a melhor foi o Colorado, que chegou à final com o empate por 2 x 2 – no jogo de ida, venceu por 1 x 0. 

Fora dele, a festa foi manchada pela atitude dos jogadores do Brasiliense e de parte de sua torcida.

O pênalti assinalado por Rodrigo Raposo, para o Brasília, nos acréscimos, gerou a revolta no Serejão. O artilheiro Luiz Carlos, do Brasiliense, chutou a bola para fora do estádio antes mesmo de Clécio realizar a cobrança. O atacante foi expulso e, em seguida, o atleta colorado carimbou a rede de Welder Aurora.

Indignados com a marcação de Raposo, os jogadores do Brasiliense foram tirar satisfação depois do jogo e o clima esquentou. A torcida organizada também se inflamou e recebeu balas de borracha e spray de pimenta da polícia, que controlou a confusão. Os atletas do time de Taguatinga também precisaram ser contidos pela polícia.

Após o confronto dentro do estádio, os insaciáveis “torcedores” ainda atiraram pedras na tribuna de imprensa e precisaram ser escoltados para longe do local. Felizmente, ninguém se feriu.

Saiba mais no Torcida desta segunda-feira (04).


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: