Brasil & Política Citados por Dilma, Cabral e Paes são vaiados por operários

   No segundo compromisso nesta quarta-feira (11) no Rio de Janeiro, a presidente Dilma Rousseff visitou as obras do terminal de gás da Petrobrás, no estaleiro Inhaúna, no Caju, Zona Portuária do Rio. No final do discurso, a presidente ouviu vaias quando citou a presença do governador e prefeito do Rio, Sérgio Cabral e Eduardo Paes.

Ela seguiu o discurso e solicitou atenção dos trabalhadores. “Vou pedir que a gente tenha comportamento educado e civilizado aqui”, disse.

Em conversa com os jornalistas no final do encontro a presidente foi perguntada sobre a resposta do presidente norte-americano Barack Obama sobre as denúncias de espionagem dos Estados Unidos. O prazo terminaria nesta quarta. “Eu vou esperar agora a resposta [do governo americano]. A hora que eu souber a resposta do governo eu falo com vocês”.

O evento reuniu também a presidente da Petrobras, Graça Foster, os ministros das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, de Minas e Energia, Edison Lobão e das Comunicações, Helena Chagas .

A presidente assistiu à apresentação e explicações técnicas sobre o Plano de Antecipação de Produção de Gás Natural (Plangás) que já está em operação, visitou as obras e se encontrou com operários que trabalham na construção da plataforma P-74.

Dilma disse que estava emocionada com a visita ao estaleiro e voltou a ressaltar o crescimento da indústria naval no Rio de Janeiro. Ela anunciou que o campo de Libra, na Bacia de Santos trará mais oportunidades de emprego no setor. ” Vamos licitar o sistema de partilha do campo de Libra e só esse campo vai precisar da construção de 15 a 17 novas plataformas. Se tem uma área, um setor desse país que tem oportunidade de emprego e investimentos é a indústria naval e o setor de petróleo e gás”.

R$ 2,5 bilhões na Linha 3
Pela manhã, em evento no Clube Esportivo Mauá, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, Dilma enalteceu a parceria que tem com o governador do Rio, Sérgio Cabral — que também chegou a ser vaiado pelo público no ginásio —, e anunciou a liberação de verbas para projetos de mobilidade urbana no Rio, São Gonçalo e Baixada Fluminense. Entre elas, R$ 2,570 bilhões para a construção da Linha 3 do metrô, que será um monotrilho, entre as cidades de Niterói e São Gonçalo, com extensão até Itaboraí, na Região Metropolitana.

A presidente elogiou o empenho do governador pelos projetos na área de transportes e mobilidade urbana, como a integração entre os transportes modais e a criação do Bilhete Único.

“Quero dar parabéns ao Rio de Janeiro pela mais moderna concepção de transporte coletivo urbano, que é a integração entre os modais e destacar a importância do Bilhete Único”, disse a presidente, lembrando que nos anos 80 e 90 os governos não investiam na construção de metrô por achar que se tratava de um transporte de país rico e que no Brasil só privilegiavam os ônibus. “Estamos correndo atrás do prejuízo e tratando de resolver esse problema de mobilidade antes que ele fique dificílimo de resolver.”

Parcerias
A presidente disse que também vai firmar parcerias com o governo do estado e as prefeituras de Duque de Caxias, Niterói e de Nova Iguaçu para obras de mobilidade urbana. Um pacto que ela de chamou de “processo para pegar junto (com governo do estado e prefeituras) e resolver problemas”.

“Quando os governos estão do mesmo lado, tudo bem. Mas quando não, é preciso saber a hora de pegar junto para haver cooperação. Um bom governo coopera, não disputa”, disse Dilma.

Além da Linha 3 do metrô o governo federal vai liberar verbas em parceira para a construção de um corredor exclusivo de ônibus e uma ciclovia, paralelos ao monotrilho, que vai facilitar o deslocamento de 1,8 milhão de pessoas na região de São Gonçalo.

Ela também anunciou o liberação de verba para a construção de um BRT Gramacho-Imbariê e um VLT (veículo leve sobre trilhos) de Santa Cruz da Serra ao Centro de Duque de Caxias, apoio em dois BRTs do Rio (Transbrasil e Transoeste), criação de um corredor viário e continuação da Via Light em Nova Iguaçu, construção do eixão que vai ligar Nova Iguaçu a Comendador Soares
e a Via Dutra.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: