Brasil leva 3 a 1 do Irã, fica em segundo e pega a Itália já na sem



A Seleção Brasileira masculina de vôlei acabou com a segunda colocação do Grupo I na fase final da Liga Mundial da modalidade. O time comandado por Bernardinho foi derrotado pelo Irã por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 25/19, 23/25 e 28/26, e enfrentará a anfitriã Itália já na semifinal.

O revés em Florença deixa o Brasil com três pontos ganhos em duas partidas disputadas no Grupo I, com um ponto a menos do que o Irã, líder da chave. Já a Rússia, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e defensora do título de 2013 da Liga Mundial, acabou eliminada com apenas dois pontos.

Na semifinal, a Seleção enfrenta a Itália, primeira colocada do Grupo H, em confrontos dos dois maiores campeões da Liga Mundial. O Brasil tem nove títulos, um a mais do que o rival. A outra semi em Florença será entre Estados Unidos, segundo lugar da chave italiana, e o Irã, que pela primeira vez atinge a semifinal da Liga Mundial.

O jogo desta sexta-feira foi o quinto entre Brasil e Irã nesta temporada da Liga Mundial, o terceiro com vitória do país asiático. Classificada à semifinal antecipadamente, a Seleção entrou em quadra com um time misto, já que Lucas Lóh e Éder foram titulares nos lugares de Murilo e Sidão, respectivamente.

Mesmo sem força máxima em quadra, a Seleção começou bem a partida e abriu vantagem no set inicial contando com bom aproveitamento de saque de Lucão. O momento favorável ao Brasil, no entanto, acabou depois de seguidos erros de ataque. O Irã assumiu a frente do marcador na metade da parcial e passou a explorar o nervosismo de Lucas Lóh para fechar o set.

Na segunda parcial, a dinâmica do jogo foi a mesma, com o Irã aproveitando a força de Ghafour e Mirzajanpour para vencer com mais facilidade e encaminhar sua histórica classificação. A partir do terceiro set, o confronto voltou a ficar equilibrado, graças à melhora de Lucarelli e Lucas Lóh em quadra. A Seleção levou a parcial e forçou o quarto set.

Bernardinho promoveu mais mudanças da equipe nacional, colocando Raphael e Leandro Vissotto nos lugares de Bruninho e Wallace. No início da parcial funcionou e o Brasil jogou à frente do marcador, mas o Irã conseguiu se recuperar e com uma atuação mais sólida nos momentos de definição garantiu a vitória.

Fonte: Gazeta Esportiva

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: