Brasil desperdiça até R$ 33 mi fora da final da Copa

Jogadores brasileiros perdem fortuna após 7 a 1 contra a Alemanha

Premiação total da Fifa neste Mundial chega ao valor recorde de R$ 794 milhões

André Avelar, do R7, no Rio

CBF ainda não divulgou como dividirá a premiaçãoFERNANDO DANTAS/Gazeta Press

A dor da derrota do Brasil na semifinal da Copa do Mundo ultrapassa os limites da vergonha. O eterno 7 a 1 no Mineirão também se mostra um péssimo negócio financeiro. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) deixa de arrecadar pelo menos US$ 15 milhões (aproximadamente R$ 33 milhões) por estar fora da decisão de domingo (13). Alemanha e Argentina disputam um prêmio milionário além da glória máxima do futebol.

Brasil e Holanda se enfrentam neste sábado (12), no Mané Garrincha, em Brasília, pelo terceiro lugar da competição. O prêmio de consolação vale também US$ 22 milhões (R$ 48 milhões), enquanto o perdedor fica com US$ 20 milhões (R$ 44 milhões), conforme divulgou a própria Fifa.

Mais da metade do valor pago para a CBF deve ser destinado à premiação dos jogadores e comissão técnica apesar da campanha aquém das expectativas. O valor para cada membro da seleção brasileira ainda não foi divulgado.

Já Alemanha e Argentina entram em campo por um troféu e também por um cheque muito mais polpudo. O campeão da Copa 2014 fica com US$ 35 milhões (R$ 77 milhões), enquanto os vices levam US$ 25 milhões (R$ 55 milhões).

A premiação para este ano é um recorde na história das Copas do Mundo. Ao todo, serão distribuídos US$ 358 milhões, o que representa um aumento de 37% em relação a quatro anos atrás. Além do dinheiro dado aos vencedores, todas as 32 seleções recebem algum valor. Existem ainda os números pagos em seguros e bonificação para os clubes.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: