Bandidos invadem GPM, arrastam policial e o executam em praça pública

Bandidos invadem GPM, arrastam policial e o executam em praça públicaAção ousada aconteceu em Porto de Pedras, após tentativa de destruir caixa eletrônico

Jamylle Bezerra

Uma ação ousada terminou com um policial morto na madrugada desta segunda-feira (9), no município de Porto de Pedras, no Litoral Norte de Alagoas. Cerca de oito homens armados destruíram um caixa eletrônico do Banco Bradesco e, em seguida, invadiram o Grupamento de Polícia Militar, onde renderam um militar, levaram-no até uma praça situada no centro da cidade e o executaram a tiros.

De acordo com informações do 6º Batalhão, dois militares estavam de plantão no momento da ação criminosa, mas um deles havia saído do local no momento da invasão. Além de executarem o policial, identificado como soldado Ivaldo Oliveira da Silva, o bando criminoso também levou armas, coletes e até um fardamento que estava no local.

Os bandidos que praticaram a ação ousada estavam em dois veículos, sendo um deles uma Hilux de cor prata com queixa de roubo, que foi abandonada em frente à agência bancária. A Polícia Militar não sabe informar se os criminosos conseguiram levar algum dinheiro do caixa eletrônico.

A praça onde o militar foi assassinado fica situada a cerca de 150 metros do GPM. Depois de executá-lo, os criminosos foram em busca do outro militar que estava de plantão, o sargento Josuel Luís Veríssimo. Ele tinha realizado rondas na cidade e se deslocado até a casa de uma amiga para tomar um chá. Os bandidos se dirigiram à residência dessa mulher, que não teve o nome informado, e houve troca de tiros entre o militar e os bandidos, que fugiram em um veículo Amarok de placa não informada, que foi encontrado nesta manhã em frente a um supermercado no Barro Duro, em Maceió.

Toda a ação teria durado cerca de 40 minutos. Nesta manhã, a população da cidade amanheceu assustada com o ocorrido, tendo em vista que, até então, Porto de Pedras era considerada um município pacato.

Os primeiros levantamentos do crime foram feitos pelo delegado Rubens Cerqueira, mas o caso será investigado pela delegada Maria Angelita, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), que está em diligência nesta manhã.

Segundo ela, a Polícia Civil está verificando se as imagens captadas pelas câmeras de monitoramento instaladas em estabelecimentos da cidade podem ajudar na identificação dos bandidos.”Estamos em diligência nesse momento”, afirmou a delegada


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: