Arruda recorre ao TSE para continuar na disputa pelo governo do DF


Ex-governador é acusado de comprar apoio político nas eleições de 2006

Do R7, com TV Record Brasília

Arruda garante que nada vai mudar em sua campanha após decisão do TREWilson Dias/ABr

A defesa do ex-governador José Roberto Arruda (PR) recorreu da decisão do TER (Tribunal Regional Eleitoral) que anulou a candidatura dele ao GDF (Governo do Distrito Federal). Arruda é acusado de comprar apoio político nas eleições de 2006.

Arruda garantiu que nada vai mudar em sua campanha. Mesmo que a decisão do TRE tivesse sido favorável ao candidato, a questão ainda seria levada ao tribunal superior eleitoral pelo Ministério Público.

No recurso ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a defesa de Arruda mantém a tese de que até o momento do registro da candidatura não havia nada que impedisse o ex-governador de disputar as eleições. A condenação pelos desembargadores do Tribunal de Justiça do DF em processo de improbidade administrativa ocorreu quatro dias após o registro.

Já a tese do Ministério Público Eleitoral, aceita pela maioria dos desembargadores do TRE, foi a de que a Lei da Ficha Limpa deve prevalecer mesmo quando a condenação ocorrem depois do registro da candidatura. O especialista em Direito Eleitoral e advogado Bruno Rangel alerta que se o entendimento do TRE for confirmado pelo TSE depois das eleições, Arruda terá todos os votos invalidados. Se for o mais votado, o segundo colocado vai ser o eleito.

O TRE impugnou também a candidatura da deputada federal Jaqueline Roriz (PMN), que tenta a reeleição. Ela foi condenada no mesmo processo de Arruda por improbidade administrativa. A candidatura a vice governador de Jofran Frejat (PR), na chapa de Arruda, também foi impugnada porque ele não poderia ser vice sem um cabeça de chapa.


Fonte: R7.COM

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: