Arruda é condenado a pagar multa e perde direitos políticos

Arruda teve os direitos políticos suspensos por cinco anos

O Tribunal Regional Federal (TRF) condenou o ex-governador de Brasília José Roberto Arruda a pagar uma multa e à suspensão por cinco anos de seus direitos políticos por ter violado o segredo do sistema de voto eletrônico no Senado em 2001 quando era senador, informou nesta segunda-feira a “Agência Brasil”.
O TRF da Primeira Região (Brasília) impôs uma sanção econômica equivalente a 100 vezes o salário que Arruda tinha como senador por ter obtido de forma fraudulenta uma lista com o voto eletrônico dos senadores em maio de 2001.
“As penas aplicadas ao caso devem assim considerar a intensidade do dano causado ao Senado Federal e às demais instituições públicas, pelo singular sentimento de descrédito, desconfiança e desmoralização do sistema político nacional, além da indignação pública que o episódio marcou na história do país”, reza a sentença.
Além disso, o juiz Alexandre Vidigal de Oliveira, cuja decisão judicial pode ser recorrida, suspendeu por cinco anos os direitos políticos de Arruda, atualmente sem partido.
O advogado de Arruda, Cláudio Fruet, informou que recorrerá da sanção.
Arruda chegou a admitir entre lágrimas a violação do sistema eletrônico para saber o resultado da votação secreta da sessão parlamentar na qual se foi cassado o senador Luiz Estevão, acusado de enriquecimento ilícito.
Apesar do escândalo, Arruda, que neste momento renunciou para evitar ter o mandato cassado, foi eleito em 2006 governador de Brasília, cargo do qual foi afastado por um forte escândalo de corrupção revelado no final de 2009. EFE
mb/tr

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: