Arruda candidato a governador? Conte outra, por favor


Por Renato Riella

José Roberto Arruda está às voltas com cerca de 20 processos cabeludos na Justiça. Poderá pegar condenações que podem chegar perto dos 100 anos. Corre o risco de ser obrigado pela Justiça a devolver centenas de milhões de reais ao Estado. Mesmo assim, não acredita que a Justiça possa puni-lo e desafia todo mundo, a todo momento.

Ele acaba de lançar, em áreas diversas da comunicação, torpedos dizendo que será candidato a governador pelo PR, com Liliane Roriz (PRTB) como vice e Gim Argello (PTB) como candidato ao Senado nesta chapa. Essas notas dizem que Joaquim Roriz estaria fora da disputa e apoiaria a formação da tal chapa, com apoio também do governador de Goiás, Marcone Perillo. …

Há tanto furo nessa informação, que dá para a gente sentir tontura ao analisar o quadro complexo. No fim, creio que tudo não passa de um factoide para garantir o lançamento de Liliane Roriz como candidata a governadora, na reta final.

Sempre afirmei que a candidatura de Joaquim Roriz parecia impossível, pela sua fragilidade física atual. Mas imaginar que Arruda vai escapar da Lei da Ficha Limpa é grande ingenuidade, que atinge parte da sociedade brasiliense. Pensem numa campanha ilustrada pelas fitas gravadas por Durval Barbosa. Pura emoção!

Na reabertura da Justiça, agora em fevereiro, Arruda vai aguardar, apavorado, alguns julgamentos na esfera administrativa e também na esfera penal, inclusive em segunda instância.

Não nos esqueçamos que ele está com três condenações e à espera de uma pesada, que é a do jogo Brasil x Portugal, a qual voltou à evidência agora, com a demissão do presidente do Barcelona, Sandro Rosell, integrante desse processo.
Lembremos que existe a ação principal, que está na Sétima Vara Criminal, a do Mensalão do DEM. Uma das condenações é relativa ao Painel do Senado, onde ele é réu confesso. Na Caixa de Pandora, começa a ser investigada conta que ele teria na Europa, com milhões de euros repassados criminosamente por um grupo de empresas do DF. É confusão demais!

Reconheço que o governador Perillo precisa dos votos de Arruda, Roriz e Gim no Entorno (por pesquisas que fiz em 2012, todos três têm bolsões de influência e votos no Entorno).

Sendo assim, Roriz aceitou soltar este balão pré-eleitoral, com o compromisso de puxar Liliane para a cabeça de chapa quando Arruda cair na Justiça.

Por outro lado, tenho informação provavelmente quente indicando que a presidente Dilma não deixará o PR indicar oficialmente Arruda em julho. O partido está fechado com ela e não abrirá esta brecha aqui no DF.

De qualquer modo, ninguém precisa oficializar nada neste momento. O registro das chapas só ocorrerá em julho. Até lá, é tudo especulação.

CINCO CANDIDATOS

A GOVERNADOR DO DF

Na minha opinião, teremos cinco candidatos a governador. Todos estarão em nível muito semelhante nas pesquisas, quando chegarmos na reta final. São eles:

Agnelo – PT

Toninho – PSOL

Rollemberg- PSB

Pitiman – PSDB

E Liliane – PRTB.

O PSDB ainda pode ter a disputa de vaga entre o deputado Pitiman e o deputado Izalci, mas tenho certeza que o candidato a presidente, Aécio Neves, não aceita vincular seu nome ao nome do Arruda. Seria suicídio, numa campanha em que o diferencial ético vai pesar.

Hoje fica difícil prever quem vai para segundo turno numa disputa pelo cargo de governador. É muito diferente de 2010, quando Agnelo teve como adversária apenas a figura de Weslian Roriz, totalmente amadora. Mesmo assim ela conseguiu ir para o segundo turno.

Quando a Arruda, não sei como os advogados deixam ele livre para adotar tantas posturas provocativas, num momento em que a Justiça sente-se fortemente fiscalizada pela sociedade.


Fonte: Blog do Renato Riella – 28/01/2014

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: