Arruda, Agnelo e as incertezas políticas


Na manhã desta quinta-feira,10, o ex-governador José Roberto Arruda(PR) concedeu uma coletiva de imprensa na sede do PR-DF, na EPTG. O assunto foi a sua candidatura e a condenação, em segunda instância, ocorrida nesta última quarta-feira,9, pelo Tribunal de Justiça do DF (TJDFT). Arruda afirmou que continua candidato ao Palácio do Buriti.

O ex-governador voltou a afirmar que a sentença é injusta e que o governador Agnelo Queiroz está implantando a política do “medo” no Distrito Federal. “O governador Agnelo Queiroz quer levar mais uma vez a disputa no tapetão,” acusou Arruda.

Mais uma vez, o candidato afirmou que em 2009 foi vítima de um golpe e que, agora, Agnelo terá que enfrentá-lo nas urnas.

Incertezas

Sobre a instabilidade jurídica que ronda a sua candidatura, Arruda afirmou que vai ser candidato até o fim e que não há possibilidade alguma de renúncia.

Sobre a confusão que fica na cabeça do eleitor, Arruda afirmou que não haverá problemas e não terá problemas. Além disso, ele afirmou que o registro de sua candidatura nãos era cassado e, no caso de eleito, tomará posse.

Ação

O candidato ao GDF, Toninho do Psol afirmou, também na manhã desta terça-feira, que entrará com uma ação contra José Roberto Arruda.

Como já dito aqui, a batalha, inclusive a judicial, está apenas começando e será pesadíssima. Vamos ver quem levará a melhor.

Fonte: Redação

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: