Após acordo, transporte decide não paralisar


Após acordo, transporte decide não paralisar O grupo é composto pelas empresas Pioneira – vencedora da licitação da bacia 2 -, Planeta, Satélite e Cidade Brasília

 
 
Os rodoviários das empresas do Grupo Constantino decidiram suspender a paralisação que estava prevista para ocorrer amanhã (29). De acordo com o sindicato da categoria, o grupo se comprometeu a pagar as indenizações trabalhistas dos empregados, colocando fim à ameaça de greve.


O grupo é composto pelas empresas Pioneira – vencedora da licitação da bacia 2 -, Planeta, Satélite e Cidade Brasília. Os ônibus circulam em Ceilândia Norte e Sul, Setor O, P Sul, Taguatinga Sul, Gama, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá.

Cerca de 1,2 mil trabalhadores do Grupo Constantino aguardam a demissão para ingressar nas novas empresas do transporte público. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, as empresas teriam alegado falta de dinheiro para arcar com os custos das demissões – embora uma das empresas tenha vencido a licitação. Com os trabalhadores ainda vinculados às empresas antigas, as novas operadoras não poderão contratá-los.

Ação

“As empresas têm ameaçado os trabalhadores com demissão com justa causa, o que configura um absurdo. O sindicato entrou com uma ação pedindo o bloqueio dos bens das empresas, mas ainda não há decisão”, informa nota divulgada pela entidade sindical.

O GDF prevê que a renovação da frota seja concluída até o final de fevereiro.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: