Agnelo e Toninho: o que será, que será…

Agnelo e Toninho: o que será, que será…

Em 2010 foi assim e agora, em 2014, se repete. No debate da Associação Comercial do DF(ACDF) o candidato Toninho do Psol, não atacou o governador Agnelo Queiroz. Os ataques de Toninho sempre são direcionados a José Roberto Arruda. “O senhor não devia estar na disputa porque é ficha suja,” sempre dispara Toninho em direção de Arruda.

No debate da Band, ontem(19), não foi diferente, Toninho praticamente “trabalhou como um auxiliar” de Agnelo. Em momentos tensos do embate, ele se dirigiu a Rollemberg e a Pitiman e perguntou porque ambos saíram do governo do petista. “Os senhores precisam explicar porque saíram do governo de Agnelo”, alfinetou.

Claro que o governador está adorando essa “ajuda” valiosa de Toninho. Quanto mais o candidato do Psol ataca Arruda, mais Agnelo respira. Enquanto isso, o governador que tenta a reeleição ficou livre leve e solto para atingir o seu alvo do momento: Rodrigo Rollemberg.

É bom Toninho do Psol dá uma olhada nas últimas pesquisas de opinião. Todas mostram a alta rejeição a Agnelo. Será que ele, Toninho, não concorda com a opinião da maioria dos eleitores do DF? Ou será que ele acha que vai tirar justo o líder das pesquisas de opinião (Arruda) do páreo e assumir o lugar dele? Ou será que ele acredita em Papai Noel? Ou será que ele está na disputa apenas para ficar mais conhecido? Ou será que ele prega a ética em suas ações, mas não exige o mesmo de Agnelo?

De tantos serás, deixo as ultimas três frases da bela “O que será(à flor da pele)”, do genial Chico Buarque, para alertar o nosso querido Toninho do Psol:

“…O que não tem vergonha, nem nunca terá

O que não tem governo, nem nunca terá

O que não tem juízo”


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: