Agência Brasileira de Inteligência alertou GDF sobre manifestações em Brasília


Relatório da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entregue em abril ao Governo do Distrito Federal (GDF), previa a possibilidade de haver manifestações, em Brasília, durante a Copa das Confederações, promovidas “grupos de pressão”.

Hoje (14), uma manifestação chamada Copa pra Quem? resultou na queima de pneus no Eixo Monumental, a poucos metros do Estádio Nacional Mané Garrincha. Dois grupos organizaram o ato, a Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (Ancop) e a Resistência Urbana – Frente Nacional de Movimentos do Comitê da Copa.

Em outro relatório, ao qual a Agência Brasil teve acesso, a Abin considerava como principais fontes de ameaça em Brasília a criminalidade comum, falhas técnicas, incidentes de trânsito ou entre torcedores, além de ações planejadas por grupos de pressão.

De todas as ameaças, as relativas a grupos extremistas e incidentes de trânsito são as que representam menor risco de ocorrer. Segundo o relatório, 77% dos locais vistoriados os riscos foram classificados como baixos ou muito baixos; 19% como médios e 4% como risco alto. Não foram identificados riscos muito altos.

Durante o jogo de abertura, amanhã (15), a região próxima ao estádio terá 5 mil profissionais de segurança, auxiliados por dois helicópteros, 780 viaturas, serviços de inteligência e dos centros de monitoramento remoto. Além disso, o espaço aéreo será monitorado, órgãos do Poder Judiciário estarão instalados em esquema de plantão para encaminhar eventuais conflitos. Os estrangeiros poderão contar com a ajuda de policiais bilíngues.

Fonte: Agência Brasil

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: