Acusado de atirar em garoto na Estrutural se entrega à polícia


Acusado de atirar em garoto na Estrutural se entrega à polícia Teixeira vai responder o processo em liberdade, por ter passado o tempo do flagrante

Os envolvidos no tiroteio que vitimou Pedro Henrique de 5 anos, na Cidade Estrutural no último domingo (02) se apresentaram na Polícia Civil do Distrito Federal com seus respectivos advogados.

O adolescente de 16 anos foi encaminhado para a DCA, onde foi ouvido e Roberto Teixeira de Jesus de 28 anos compareceu na 8ª Delegacia de Polícia do SIA, prestou depoimento e apresentou a arma que já foi apreendida.

Teixeira vai responder o processo em liberdade, por ter passado o tempo do flagrante.

Ele já tem passagem pela polícia e foi condenado por abusar sexualmente de um menino com problemas mentais.

Após cumprir pena e sair da cadeia, Teixeira passou a ser chamado de Jack, nome dado a um personagem violento do cinema. Farto das brincadeiras, ele teria prometido se vingar de quem assim o chamasse.

Mesmo com as ameaças, um morador da Estrutural o chamou pelo apelido, e em seguida Teixeira teria dado um disparo de revólver para o alto. O rapaz correu para sua casa e relatou o ocorrido para o irmão de 16 anos, que armado foi tirar satisfações com Roberto. Depois de discutirem, o menor e Teixeira iniciaram uma troca de tiros e uma das balas acertou a cabeça Pedro Henrique.


Aguarde mais informações.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: