Ação remove obras irregulares no Gama e na Estrutural

  A Cidade Estrutural (DF) e o Gama (DF) receberam, nesta terça-feira (8), fiscalização do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo do Distrito Federal. A ação resultou na remoção de quatro edificações, além de muros e cercas que demarcavam ilegalmente lotes em áreas públicas. Tudo havia sido construído sem autorização. 


A Seops (Secretaria da Ordem Pública e Social) e a Agefis (Agência de Fiscalização) coordenaram os trabalhos e tiveram apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, do Instituto Brasília Ambiental, do SLU, da CEB e da Terracap. Cinquenta e quatro servidores foram acionados.
Uma das equipes removeu duas edificações, fechou uma fossa e retirou 250 metros de cerca na região da Chácara Santa Luzia, na Estrutural. As construções foram erguidas durante o fim de semana.
A outra ação ocorreu no Gama. No km 20 da rodovia DF- 475, no Setor Ponte Alta Norte, a equipe encontrou um parcelamento do solo ainda em fase inicial. Foram retirados 145 metros de muro, dois alicerces e uma edificação em madeira. 


Ainda na cidade, desta vez em uma chácara sem nome em frente ao Condomínio Vencedor, um ponto clandestino de energia e um poste que haviam sido instalados irregularmente foram retirados. A obra irregular que era alimentada pela gambiarra havia sido removida na semana passada.
A equipe também foi ao Setor Oeste do Gama, nos fundos da Chácara 13, onde encontrou e removeu uma edificação de madeira. Na Quadra 49 do Setor Leste, dois muros usados para demarcar lotes de becos acabaram destruídos.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: