A febre Telexfree


Juvenal da Silva Caldeira

A cada notícia que sai, surge uma onda de curiosidade. E segundo parece desencadeia uma uma avalanche de novas adesões. Neste tempo em que os rendimentos são escassos, muitos procuram um rendimento extra. Há quem invista o fundo de emergência…

Eu que também não sou tão diferente dessa maioria, fui também mordido pela curiosidade. Durante meses alheava-me desses assuntos. Tenho amigos que diziam que se não fosse esse milagroso negócio, estariam na pior. E eu preconceituoso e menos informado, também até fazia críticas jocosas. Mas o tempo e as circunstâncias ensinam…

Resolvi pesquisar, informar-me e fazer uma avaliação, dentro das minhas limitações. Afinal não é dinheiro tão fácil como parece. Obriga a um investimento, e a um trabalho diário, que deve ser executado religiosamente, uma falta e lá se vai o ganho de uma semana. Cada um investe o que pode, claro que como em qualquer negócio, quem mais investir mais lucra.

Não me parece ser um negócio ilegal, nem acho que prejudique quem quer que seja. Claro que pode haver os menos honestos, como em todas as áreas de actividade. Podem não declarar os ganhos no irs, ou usar nif de outros, mas cada um responderá por seus actos.

Eu só tenho pena de não ter capital disponível, pois se o tivesse também fazia o meu investimento. Risco há em todos os ramos, até nos considerados mais seguros. E depois do caso BPN e BPP passei a ver que nada é seguro.

Por não ter para investir, não posso ter ganhos. Por conseguinte não tenho para uns gastos extras. Não posso contribuir para o crescimento do consumo, nem pelo aumento das receitas de IVA.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: