98 mil pessoas explicam falta às urnas nos postos de justificativa do DF

Rápido e objetivo. Foi desta maneira que o desembargador Mário Machado, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), avaliou o sistema adotado para a justificativa do voto na capital federal. Em entrevista coletiva na noite de ontem, Machado fez um balanço do número de eleitores que, em Brasília, justificaram sua ausência nas urnas.

Em todo o Distrito Federal, foram 98.348 votos justificados nos 99 pontos montados pelas 21 zonas eleitorais. A expectativa do TRE-DF era de que 200 mil eleitores apresentassem o motivo pelo qual não poderiam comparecer às urnas, número que não foi alcançado. “O número foi baseado em estatísticas das últimas eleições”, justificou o desembargador.

Na última eleição, em 2010, foram apresentados nos postos eleitorais do Distrito Federal cerca de 160 mil formulários. Segundo o presidente do tribunal, dois motivos podem ter determinado a queda no número de justificativas: “a consciência do eleitor de exercer o seu direito e o caso específico de Goiânia, onde se exigia cadastramento de digitais por meio da biometria”, explicou.

Fila em Águas Claras
Às 17h40, 90% dos postos de justificação já apresentavam seu balanço final. Só nos postos do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek e do Shopping Pátio Brasil houve maior demora. “Apesar da demora, o envio de dados foi mais rápido do que em 2010. Todas as urnas funcionaram sem problemas no registro das justificativas e não tivemos reclamações do atendimento”, afirmou Machado.

O único problema registrado foi na cidade de Águas Claras, onde os eleitores que aguardavam nas filas para poder entregar a justificativa receberam senhas e o prazo se estendeu mais. Houve necessidade de atender eleitores até as 17h30.

Entre embarque e desembarque no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, a movimentação foi intensa, apesar de pouca fila. No local, muitos eleitores davam um jeitinho para ir às urnas.

Mudanças de Domicílio
Dados levantados pelo Tribunal Regional Eleitoral no último mês de maio apontaram que 17.072 eleitores mudaram seus domicílios eleitorais para poder participar do pleito em 2012 nos municípios da Região Metropolitana do Distrito Federal. A cidade que mais recebeu votantes candangos foi Valparaíso: 3.842 eleitores solicitaram a transferência para lá. Em seguida apareceram Águas Lindas de Goiás, com 3.151 novos eleitores, Luziânia, com 1.935 mudanças.

Outros locais para onde os brasilienses mais transferiram seus títulos foram os municípios de Novo Gama, com 1.921 mudanças e Cidade Ocidental, com a transferência de 1.902 títulos.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: