Saída de Pitiman e Rollemberg da base aliada de Agnelo polariza primeiro debate


Saída de Pitiman e Rollemberg da base aliada de Agnelo polariza primeiro debate

“Divórcio” dos três candidatos aqueceu o primeiro debate eleitoral

Myrcia Hessen, do R7

Agnelo diz ter demitido Pitiman e se diz aliviado por Rollemberg ter saído de sua base por não poder fazer indicaçõesDivulgação/TV Bandeirantes

O candidato ao governo do Distrito Federal, Toninho do PSOL, conseguiu acalorar os ânimos nesta terça-feira (19) durante o primeiro debate realizado na rádio e na TV. Durante o evento, ele perguntou os motivos de seus concorrentes Rodrigo Rollemberg (PSB) e Luiz Pitiman (PSDB) terem feito parte da base aliada do atual governador Agnelo Queiroz (PT), inclusive ajudando a elegê-lo nas últimas eleições.

— O que ocasionou o divórcio entre você (Rollemberg), Pitiman e Agnelo. O que os afastou? Temos pensamentos diferentes, histórias de vida na política diferentes e é importante que a população veja essa diferença. Aqui do meu lado, todos integraram a mesma base e hoje estão aqui como oposição.

Em resposta, Rodrigo Rollemberg disse que se afastou do governo porque Agnelo não cumpriu seus compromissos de campanha e quis indicar aliados do ex-deputado Pedro Passos – o que vai de encontro com seus ideais, já que trata-se de uma figura política acusada de ter envolvimento com grilagem de terras no DF.

— Na Fundação de Apoio e Pesquisa nós indicamos o secretário e o Agnelo disse que precisava daquela secretaria para conseguir apoio político, indicou uma pessoa que depois de três meses foi presa. Não foi para isso que trabalhamos e, por isso, nosso partido saiu [da base aliada de Agnelo Queiroz]. Esse governo não nos representava, traiu Brasília.

Já Luiz Pitiman, justificou ter saído da base de Agnelo Queiroz por ter percebido que “o novo caminho não ia dar certo”. Ele diz ter participado do governo por apenas seis meses, quando não viu nada de bom acontecendo na cidade.

— Eram seis mil crianças sem oportunidade de entrar em uma creche, era inadmissível que alguns colégios não tivessem gás para fazer a merenda das crianças.

Fato que, logo em seguida, Agnelo Queiroz rebateu garantindo que Pitiman saiu da base aliada do governo do Distrito Federal simplesmente porque foi demitido por “incompetência”.

— A demissão de Pitiman foi até constrangedora. O candidato não queria sair em hipótese alguma do cargo.

Com direito de resposta acatado, Pitiman afirmou que os eleitores podem conferir seu pedido de demissão no Diário Oficial, onde não consta assinatura de Agnelo Queiroz e sim um pedido feito por ele, como Deputado Federal.

— Eu sai do governo por um conflito que existia pelo hábito do PT de não trabalhar. Retomei várias obras paradas e isso irritou os petistas.

Agnelo, que também ganhou direito de resposta, retrucou dizendo que ninguém é demitido por eficiência, por ter feito muitas obras.

— Gente, eu demiti porque era incompetente para realizar a tarefa, só isso. Queria dizer ainda para o Rodrigo [Rollemberg] que eu fico até mais aliviado de saber que ele saiu só porque não conseguiu indicar pessoas.

O debate desta segunda-feira (19) foi organizado pela TV Bandeirantes e aconteceu no auditório da Universidade Unip, em Brasília.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: