Presos acusados de matar e estuprar jovem em Ceilândia


Presos acusados de matar e estuprar jovem em Ceilândia

Leudiquele, de 17 anos, foi assassinada no último dia 10 deste mês, quando seguia para o trabalho

Dois suspeitos de estuprar e assassinar uma jovem de 17 anos na Expansão do Setor O, em Ceilândia, foram presos na madrugada de sábado (16). Os suspeitos são Sérgio de Freitas Barreto, 30 anos, e Sebastião Silva de Jesus, 25 anos, que foram presos após a justiça do Distrito Federal expedir um mandado de prisão preventiva. No último dia 10, Leudiquele Santos da Conceição foi morta quando seguia para o trabalho, na mesma cidade, por volta das cinco horas da manhã. A adolescente foi encontrada em uma via pública da EQNO 19/20, sem vida.

Os suspeitos se contradizem nos depoimentos. Sebastião, conhecido na região apenas como Tião, disse à polícia que estava no local com o outro rapaz quando avistou a vítima e a cercaram para assaltá-la. O suspeito afirmou que foi Sérgio quem abordou Leudiquele e praticou o crime. Sérgio conta outra versão. Segundo ele, na noite anterior os dois estavam bebendo em um comércio próximo ao local e logo depois seguiu para sua residência, na Expansão, enquanto Sebastião continuou no local e cometeu o delito. Ambos estão na 24ª Delegacia de Polícia, em Ceilândia, e devem ser transferidos ao Departamento de Polícia Especializada até o final do dia.

De acordo com Guilherme Henrique Nogueira, delegado responsável pelo caso, Tião apresenta marcas de mordidas no rosto e nos ombros. Segundo o delegado, esses são sinais de resistência em casos de estupro. Leudiquele morreu por asfixia após um Traumatismo Raquimedular, causado por estrangulamento. Durante o ato, o violentador utilizou uma espécie de cordão para pressionar o pescoço da vítima. A alta pressão gerou uma fratura na segunda vértebra cervical da jovem.

REINCIDENTES

Sebastião Silva e Sérgio de Freitas são figuras conhecidas no mundo do crime. O primeiro tem 19 passagens por furto e roubos, crimes praticados quando ainda era menor de idade e estava em liberdade provisória por um latrocínio que cometeu em 2006. O segundo suspeito cumpria pena de oito anos por três furtos qualificados. No entanto, desde janeiro deste ano estava em prisão domiciliar.

Os detentos se conheciam há dez anos e confessaram que são usuários de drogas. Sérgio, que afirma que não teve nenhuma participação no crime que matou a jovem de 17 anos, foi encontrado em uma chácara em Samambaia. Segundo o delegado, o acusado disse que se escondeu na casa de uma irmã após ouvir boatos de que estava sendo procurado pela polícia.

Ambos vão responder pelo crime de estupro, previsto no artigo 213 do Código Penal, seguido de morte e podem pegar de 12 a 30 anos de prisão. Eles também serão indiciados por roubo, com pena de 4 a 10 anos.

Denúncias anônimas contribuíram

Os suspeitos de violentar e assassinar Leudiquele Santos da Conceição só foram encontrados a partir de denúncias da população pelo canal 197. No dia do crime a Polícia Civil colheu materiais, no entanto, foram as ligações anônimas que nortearam os policiais.

Para o delegado Guilherme Henrique Nogueira, as denúncias anônimas são fundamentais para solucionar tanto os crimes mais leves, como assaltos e furtos, até casos semelhantes a esse. “A população precisa se encorajar a denunciar”, enfatiza.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: