PESQUISAS ELEITORAIS OFICIOSAS CIRCULAM EM REDES SOCIAIS

Enquanto os candidatos a um cargo no legislativo fazem suas campanhas eleitorais e correm atrás de votos, começam a surgir nas redes sociais, supostas pesquisas eleitorais, que privilegiam alguns candidatos.

Esse é o caso de uma dessas supostas pesquisas. Sob o título Pesquisa Eleitoral 2014, Deputado Distrital, que aponta o protocolo 00056/2014, encomendada pelo Jornal Brasiliense. Nela, nomes conhecidos do cenário político do Distrito Federal ocupam as 30 primeiras posições das ‘pretensões de votos’ de 1600 eleitores em todo o DF.

Porém, com uma breve pesquisa na internet, pode-se constatar que o protocolo mais recente, registrado para uma pesquisa junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRT-DF), é de número DF-00031/2014 (12/Ago). Ao fazer uma busca junto ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a pesquisa que coincide com o protocolo 00056/2014 é do estado do Mato Grosso.

Em uma busca rápida sobre a empresa que supostamente encomendou a pesquisa, o Jornal Brasiliense, pode-se constatar que se trata de um suposto veículo de comunicação estabelecido na região administrativa de Taguatinga.

Embora o Jornal mantenha um perfil no Facebook, e anuncie um website, ao tentar acessá-lo, é carregado na tela indicação de que o website está fora do ar. Junto ao Registro.br, serviço do Comitê Gestor de Internet do Brasil (CGI.br), o domínio jornalbrasiliense.com.br, consta como sendo de uma pessoa física. Ao tentar ainda contato meio de um número de celular que consta como contato do Jornal, no perfil da rede social, o número é direcionado à uma secretária eletrônica.

Enquanto as autoridades não coíbem esse tipo de prática, internautas, candidatos e até profissionais de imprensa, ficam suscetíveis ao compartilhamento de informações supostamente falsas e tendenciosas.

Fonte: Política Distrital Kleber Karpov

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: