Governo mapeia gás no subsolo da Estrutural

Imagem da internet.

Governo mapeia gás no subsolo da Estrutural





A interdição da Escola Classe 01 da Estrutural pela Defesa Cívil por suspeita de vazamento de gás do subsolo motivou o GDF a mapear possíveis áreas de risco em toda a cidade, que foi construída em cima de um aterro irregular de lixo.
Há suspeita de que o gás, principalmente metano proveniente da decomposição de matéria orgânica, existam embaixo do chão onde vivem mais de 35 mil pessoas.
A invasão que deu origem à cidade se formou durante os anos 90, logo após a desativação definitiva do aterro para onde o era levado quase todo o lixo produzido no DF. Agora, o governo vai se debruçar nos dados disponíveis sobre os pontos onde há lixo enterrado para fazer um mapa prévio de áreas de risco.
“Esse trabalho será feito em 30 dias. Após essa etapa, vamos trabalhar nessas áreas para procurar gás logo abaixo do subsolo. Se encontrarmos, faremos uma análises mais profundas até o lençol freático, para ver se há bolsões”, detalhou Turene Alves Filho, chefe da Coordenadoria de Planejamento e Gestão da Casa Cívil do DF. 
Se os bolsões forem encontrados, aparelhos para esvaziá-los serão instalados nos locais. O professor de saúde pública da UnB Pedro Tauil afirmou que qualquer tipo de vazamento de gás pode causar mal-estar e vômitos. “Não posso afirmar se há risco de explosão porque desconheço o gás da região. Se for metano, é altamente tóxico”, conta.


“Não há razão para pânico. Não há risco imediato para a população e vamos resolver o problema.”
Turene Alves, da Casa Civil 

Fonte: Jornal Metro Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: