Estrutural terá banco e moeda próprios para estimular desenvolvimento local

O moradores da Estrutural terão um banco comunitário a partir da próxima terça-feira. Criada pela população local, a instituição fomentará o desenvolvimento da região administrativa por meio de empréstimos pessoais e empresariais, além de oferecer taxas de juros bem abaixo das cobradas pelo mercado. Apesar de o país ter o real como única unidade monetária oficial, uma alternativa de pagamento também será oferecida aos moradores. Conquista será a moeda social da antiga invasão e circulará nos estabelecimentos comerciais cadastrados, e terá paridade com o real, o que significa que cada conquista vale R$ 1.

A agente de desenvolvimento do Banco Comunitário da Estrutural Erica Afi Hamenoo explicou que a ideia de criar a instituição e uma moeda surgiu durante os debates realizados no Fórum de Economia Solidária que ocorreu no Distrito Federal no ano passado. A iniciativa tem o apoio do Núcleo de Economia Solidária da Universidade de São Paulo (USP), que paga uma bolsa para que Erica Afi Hamenoo
e Solange Almeida Batista desenvolvam o trabalho com os moradores.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: