Aterro de Gramacho é fechado no RJ

O prefeito Eduardo Paes abraça um catador durante fechamento de aterro / Cecilia Acioli/Folhapress

Aterro de Gramacho é fechado no RJ

Local que funcionava há 34 anos será transformado em usina de biogás; 1,6 mil catadores trabalhavam no aterro

O prefeito Eduardo Paes abraça um catador durante fechamento de aterro Cecilia Acioli/Folhapress

O Aterro de Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi fechado neste domingo após 34 anos de funcionamento. O fechamento foi feito pela prefeitura do Rio de Janeiro. No local será instalada uma usina de biogás que transformará o metano, resultante da decomposição do lixo, em gás sustentável. A substância vai substituir o gás natural para fins energéticos e será vendida pela Petrobras.
Parte da área de um total de 1,3 milhão de metros quadrados foi aterrada e o lixo que está debaixo da terra será tratado por uma empresa especializada. 
Além do aterro de Gramacho, outros ao redor da Baía de Guanabara foram fechados neste ano – no município vizinho, o de Babi em Belford Roxo, além do de Itaoca, em São Gonçalo, na Região Metropolitana.
O lixo que era levado para o Gramacho – cerca de dez mil toneladas por dia – agora será depositado na Central de Tratamento de Resíduos, CTR Rio, em Seropédica, na região metropolitana.

Os 1,6 mil catadores de lixo passaram a receber indenização de R$ 14 mil. Segundo a prefeitura do Rio, o depósito dos R$ 23 milhões para o pagamento já foi feito pela Caixa Econômica Federal.
 

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: